Amém – Arthur Crispin

Com uma narrativa eletrizante, “Amém” descreve o trabalho de um grupo de policiais da Delegacia de Homicídios, liderado pela delegada Luzia, que investiga crimes de caráter religioso cometidos por um serial killer. O livro passa por escolas de samba e funk proibidão. Umbanda e cristianismo. Mansões e barracos. Pela promiscuidade entre a polícia e a bandidagem. Pela pompa dos políticos corruptos e pelas gírias do tráfico. O final surpreendente faz jus a uma história com personagens complexos, viradas de enredo e diálogos mordazes. De acordo com Gabriel Billy, escritor e editor, “Arthur será um dos grandes romancistas de suspense da nossa geração. É o tipo de cara que justifica as bienais lotadas”.